segunda-feira, 14 de abril de 2014

Entrevista de Bernardo Pilotto em Londrina- pré candidato ao governo do Paraná pelo PSOL PR

08/04/2014 -- 00h00

INFORME FOLHA /www.folhaweb.com.br/?id_folha=2-1--1148-20140408&tit=entrevista+polemica

Saulo Ohara
Nome do Psol

Esteve em Londrina no último fim de semana o pré-candidato do Psol ao governo do Paraná, Bernardo Pilotto (foto). Na primeira visita à região depois de ter se apresentado como o único nome da legenda, o objetivo foi iniciar a organização da militância para a campanha rumo ao Palácio Iguaçu. Sociólogo, Pilotto pretende iniciar a sua segunda disputa eleitoral, depois de alcançar 1,3 mil votos na disputa pela Câmara de Vereadores de Curitiba em 2012. Ele não foi eleito.


‘Em sintonia com a juventude’
Pilotto entende que seu nome pode ser a opção a "estes que estão colocados aí como candidatos, mas que não nos representam". "Queremos ficar em sintonia com essa juventude que vem participando, cada vez mais ativamente, da política nacional", afirmou ele.

Foco na proporcional
Mesmo com poucos recursos, o pré-candidato avaliou que será possível debater e divulgar os ideais do partido nas eleições, com a ajuda dos correligionários. "Não queremos grandes doadores. A participação do Psol nas eleições sempre ocorre com o apoio da nossa militância." Se houver alianças, Pilotto disse que vão se restringir apenas aos partidos de esquerda PSTU e PCB. No fundo, o principal objetivo do Psol é conseguir uma cadeira na Assembleia Legislativa (AL) do Paraná. "Vamos ter uma chapa com 30 ou 40 nomes para deputado estadual e vamos trabalhar bastante para eleger um candidato nosso." 

Melissa Campus é entrevistada pela Folhaweb

13/04/2014 -- 00h00 - fonte: http://www.folhaweb.com.br/?id_folha=2-1--1823-20140413

'Difícil imaginar uma democracia dentro da teocracia'

Contra o que chamam de "bancada fundamentalista", Toni Reis e Melissa Campus se preparam para disputar o pleito

Anderson Coelho
Presidente e fundadora do Elitytrans Londrina, Melissa Campus (Psol) é pré-candidata a deputada federal
Curitiba - Com o objetivo de contrapor o que chamam de crescimento da "bancada fundamentalista" no Congresso, militantes LGBTT também estão reunindo adeptos ou simpatizantes para lançar e apoiar candidatos em 2014. No Paraná, o movimento é liderado pelo secretário de Educação da ABGLT (Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais), Toni Reis (PCdoB), e pela presidente e fundadora do Elitytrans Londrina, Melissa Campus (Psol), ambos pré-candidatos à Câmara dos Deputados.

"É muito difícil imaginar uma democracia dentro da teocracia. Vejo que as minorias têm sido deslegitimadas. Quando as bancadas evangélicas querem construir voto, nos atacam em relação a nossa identidade de gênero. E essa invisibilidade só empodera a violência", opinou Melissa. Disposta a concorrer pela primeira vez a um cargo eletivo, a londrinense de 37 anos disse que pretende defender a bandeira das trans não como objeto sexual. "Sou a primeira mulher do Paraná a ser indicada a ocupar esse espaço, o que obviamente deve trazer muita controvérsia. Mas precisamos, antes de tudo, fazer a população entender que também temos capacidade e condições de trabalhar."

Para Reis, o movimento LGBT teve muitos problemas de enfrentamento nos últimos meses, porém, não com todos os evangélicos, e sim com pessoas que apresentam "interpretações bíblicas homofóbicas". "Tudo o que nós conseguimos até hoje foi através do Judiciário", criticou. Primeiro brasileiro a assinar um contrato de união estável com um homem, seu marido David Harrad, com quem está há 24 anos, ele disse que pretende defender o conceito amplo de família. "Nós não somos filhos de chocadeira. Também compomos família e não queremos ser excluídos dessa questão", afirmou o pai de Alyson, 13.

Segundo o ativista, no campo eleições 2014 da página da ABGLT na internet, já é possível encontrar pré-candidatos de sete Estados e sete partidos diferentes que são identificados com a causa. Por enquanto, os únicos citados no Paraná são Luiz Modesto (PCdoB), postulante a uma vaga na Assembleia Legislativa (AL), e Rubens Bueno (PPS), que pode tanto disputar o governo do Estado como a Câmara Federal. No entanto, à medida que se desenharem as coligações partidárias, estima, o número de apoiados tende a aumentar.
Mariana Franco Ramos
Reportagem Local

terça-feira, 1 de abril de 2014

Reunião Ordinária do Diretório do PSOL Londrina- mês de abril 2014

Companheir@s, sexta feira, dia 04 de março, as 19 horas teremos reunião ordinária do Diretório Municipal do PSOL Londrina



Onde: Sede do PSOL- Rua Piauí, 106- sala 3

Pauta: Informes gerais, cotizações, organização dos núcleos; 


Saudações Socialistas

sexta-feira, 21 de março de 2014

Lançamento da Pré Candidata Mel Campus!

No último sábado, dia 15 de março, foi realizado o lançamento da pré candidata Melissa Campus à deputada pelo PSOL e Núcleo de Mulheres e Gênero 08 de Março. A pré candidatura representa a luta pelos direitos humanos não só das trans, mas também de todas as mulheres, lésbicas, bissexuais, travestis, gays e transgêneros. Melissa falou para os presentes dos obstáculos diários que esta população enfrenta, seja na família, na escola e no trabalho, e quer desconstruir para a sociedade paranaense os mitos e os estereótipos que as trans carregam. Disputar uma vaga na câmara de deputad@s é algo inédito no Paraná e no Brasil para uma transex, teremos muito trabalho e barreiras a enfrentar coletivamente. Nossos agradecimentos aos inúmeros emails e mensagens que chegam diariamente de apoio, e contamos com tod@s para a campanha mais colorida do Brasil!


sexta-feira, 14 de março de 2014

Retomada do Núcleo de Movimento Popular do PSOL Londrina- Reunião hoje!


Companheir@s! Estamos retomando as atividades do Núcleo de Movimento Popular:

Quando: 14 de março as 19 horas
Onde: Sede do PSOL Londrina- Piauí, 106 sala 3
Sugestões de Pauta: Informes gerais; Desmilitarização da polícia; Legalização das Drogas; Retorno das atividades;

Saudações Socialistas! 

Convocatória do PSOL Londrina da Conferência Eleitoral Municipal e Intermunicipal: Plenária Londrina/Cambé e Londrina/Apucarana

CONVOCATÓRIA DO PARTIDO SOCIALISMO E LIBERDADE (PSOL) DE LONDRINA DA CONFERÊNCIA ELEITORAL MUNICIPAL E INTERMUNICIPAL: PLENÁRIA LONDRINA E CAMBÉ E PLENÁRIA LONDRINA E APUCARANA

O Diretório Municipal do Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) de Londrina vem por meio deste convocar todos os militantes do Partido de Londrina, Cambé e Apucarana para a Conferência Eleitoral a ser realizada em dois dias diferentes para a primeira cidade, e um dia apenas para as demais cidades, conforme previsto pelo diretório estadual:

Dia 29 de Março (PLENÁRIA LONDRINA E APUCARANA)
ONDE E HORAS: as 14 horas na sede do PSOL Londrina - localizado à rua Piauí, 106 sala 3- ao lado da "londrifórmulas"- próximo à Concha Acústica;

e/OU

Dia 05 de Abril (PLENÁRIA LONDRINA E CAMBÉ)
Onde e horas: as 14 horas no mesmo local;

   LEMBRANDO QUE:  

Observação 1: considerando o regulamento do diretório estadual do partido, o militante com título em Londrina escolherá uma única data para votar, conforme sua disponibilidade; Filiados que militam em Londrina, mas moram em Cambé poderão votar em qualquer um dos dias, ou mesmo participar no dia da plenária de sua cidade; Filiados de Cambé e Apucarana somente poderão votar no dia estabelecido acima;

Outras Observações do Diretório Estadual:

Observações Gerais da Convocatória da III Conferência Eleitoral do PSOL PR - 2014:

Art. 5º Serão considerados aptos para participar do processo da Conferencia Eleitoral todos os filiadxs que:  
I) Constem da listagem de filiados do PSOL encaminhada aos Tribunais Regionais Eleitorais no mês de outubro de 2013 e reconhecidas pela direção estadual do partido;
II) Que, comprovadamente, sejam menores de 16 e maiores de 14 anos, militares e estrangeiros desde que aprovados pela instância estadual em reunião regular e que constem da listagem encaminhada à executiva estadual, até 28/02/2014. Esses filiados deverão, no ato do credenciamento, comprovar tal condição.
III) Os filiados que não foram incluídos no sistema, referendados pelo DE do PSOL e suas listas encaminhadas à executiva estadual, até 28/02/2014.

Art. 6º A arrecadação das contribuições financeiras será de responsabilidade das instâncias municipais no valor de R$5,00 por filiado (a) presente.
Art. 11º Para o processo de eleição de delegados(as) à Conferencia, será admitido o voto daqueles que tem efetiva militância em um determinado município mas filiação em outro, desde que seja comunicado a executiva estadual com 10 (dez) dias de antecedência da realização de sua plenária e feita pelo respectivo filiado.
Art. 13º O período para eleição dos(as) delegados(as) da etapa municipal e intermunicipal se inicia no dia 08 de março e termina no dia 06 de abril de 2014.

TELEFONES DE CONTATO: Valmor Venturini (99555129)
                                         Jackeline Aristides (99736777)
                                         Patrícia (96346884) 
                                          Lucas (99169941)

segunda-feira, 10 de março de 2014

NOTA DE LUTO PELO FALECIMENTO DO COMPANHEIRO SAMUEL BABA

Londrina, 10 de março de 2014

NOTA DE LUTO PELO FALECIMENTO DO COMPANHEIRO SAMUEL BABA

Faleceu no último final de semana o companheiro de lutas Samuel Baba, londrinense, pediatra, e ex exilado político da ditadura militar. Samuel era uma pessoa generosa, e mesmo com a saúde bastante fragilizada por uma diabetes que adquiriu após intensa tortura nos porões da ditadura, não exitava em trazer em seu rosto um jeito meigo de tratar as pessoas. Era uma pessoa que mesmo na fase idosa nunca abandonou a luta por uma sociedade mais justa e solidária, era um lutador incansável, sempre na defesa dos mais fracos.
Foi preso na região de Londrina e torturado pelos militares, na cadeia após chutes intensos por todo o corpo adquiriu uma diabetes que veio a carregar pelo resto da vida. Samuel foi a prova viva de que existiriam torturados políticos sim, e nós pessoalmente pudemos conhecer. Se exilou na Suíça, vindo a fundar a Cruz Vermelha naquele país. Doutor em várias áreas do conhecimento, tinha uma sabedoria enorme e um coração socialista, como ele mesmo dizia, nunca abandonou a utopia de uma sociedade melhor.
Samuel Vive, Vive em nossos corações e em nossa história, deixa o legado de um guerreiro que sobreviveu à ditadura e ousou lutar até o final de sua vida!

Diretório Municipal do Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) de Londrina

Lançamento da Pré Candidatura da Mel Campus à deputada federal pelo PSOL Londrina


quarta-feira, 5 de março de 2014

Reunião do Diretório Municipal do PSOL Londrina- Março 2014



Olá Companheirxs! Dia 07 de março teremos nossa reunião de Diretório Municipal do PSOL Londrina, com pautas muito importantes!

Quando: 07 de março as 19 horas
Onde: Sede do PSOL Londrina- Rua Piauí 106, sala 3
Pauta: informes gerais; informes da tesouraria; Eleições; Marcação da plenária da conferência eleitoral municipal;

Saudações!

quinta-feira, 13 de fevereiro de 2014

Nota de Falecimento do Companheiro de Luta Armando Teodoro

Londrina, 10 de fevereiro de 2014
NOTA DE FALECIMENTO DO COMPANHEIRO DE LUTA ARMANDO
A Asssociação Londrinense de Saúde Mental vem por meio deste, comunicar o falecimento no último final de semana do companheiro Armando Teodoro.

Faleceu depois de várias complicações que vinha apresentando após um AVC há cerca de 9 meses, encontrava-se em um “asilo” fora de Londrina e isto levou sobretudo ao abreviamento de sua vida, longe da convivência dos amigos.

 Um companheiro que sempre lutou pelo ideal da liberdade, passou seus últimos meses de vida confinado a um leito por circunstâncias que não valem a pena aqui descrever. Fruto da segregação que nós usuários da saúde mental e idosos, sobretudo, acabamos enfrentando no final da vida.

Armando, era muito querido pelo movimento antimanicomial de Londrina. Usuário do serviço de saúde mental, ex trabalhador da saúde e bravo lutador da saúde pública e da reforma psiquiátrica deixou- nos um legado de continuar lutando e sonhando, mesmo num sistema que parece cada dia mais difícil de combater, cheio de mazelas para nossos usuários de saúde mental.

Amado por uns, odiado e perseguido por outros, Armando é o legado da luta antimanicomial de Londrina, e ficará para sempre na história da saúde mental do nosso município.

Fica o simbolismo de um guerreiro que discursava frente a usuários, gestores, trabalhadores, doutores, juízes, estudantes, e que sempre ousou lutar e a sonhar a utopia de um mundo melhor. Armando, por você e por outros que virão, permaneceremos fiel na luta antimanicomial! Armando Teodoro Vive!